III Encontro de Internacional de Agroecologia – EIA

O III Encontro Internacional de Agroecologia – EIA – reuniu mais de 2300 pessoas, entre acadêmicos, técnicos, pesquisadores, estudantes e agricultores ligados às experiências em Agroecologia no Brasil e outros países latino-americanos, na cidade de Botucatu-SP, entre os dias 31 de julho e 3 de agosto.

A programação contou com debates, palestras, mesas redondas, oficinas que versaram sobre diversos temas: sementes, sistemas agroecologicos de produção, plantas medicinais, SPG – Sistema Participativo de Garantia, extensão rural agroecologica, agricultura orgânica, agrofloresta, economia popular e solidária, diferenças entre agroecologia e agricultura orgânica, entre muitos outros.

O evento propiciou a troca de experiências, sementes, saberes e experiências da transição agroecológica, bem como esclarecimentos sobre os impactos do agronegócio e das sementes transgênicas na vida e na saúde dos agricultores familiares agroecológicos, e que geram a dependência deste pacote tecnológico oriundos da Revolução Verde (anos 50, 60 e 70), discussões sobre as políticas públicas atuais e seus entraves burocráticos para elaboração de planos nacionais e regionais para a promoção da Agroecologia, em seus sentidos mais amplos (execução, acompanhamento, recursos).

Continue lendo “III Encontro de Internacional de Agroecologia – EIA”

Água, Alimentos e Mata Atlântica

As nascentes precisam ser protegidas pelas matas ciliares do entorno para que a água infiltre no solo e não escorra sob a superfície. O desmatamento de áreas próximas às nascentes causa diminuição da biodiversisdade, erosão no solo e assoreamento de rios.

A SERRACIMA busca recuperar, conservar e preservar a mata ciliar através da geração de referências em recuperação florestal que possam ser replicadas em larga escala. Utilizamos estratégias que aliam proteção ambiental com produção de alimentos, através da  implantação de Sistemas Agroflorestais.

As famílias agricultoras recuperam a mata ciliar e ao mesmo tempo podem colher  frutos e  alguns alimentos (raízes)  plantadas entre as árvores da mata nativa.