Destaques

TRABALHO EM CAMPO COM SEGURANÇA DURANTE A PANDEMIA DE COVID-19
Atualizado em 10.02.2021

APRESENTAÇÃO
Esse material foi elaborado com base em informações coletadas junto a órgãos oficiais (Organização Mundial de Saúde, Ministério da Saúde e Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento). Deve ser atualizado sistematicamente pois todos os conhecimentos sobre a pandemia de COVID-19 são muito limitados, recentes e provisórios.
As práticas de prevenção à transmissão da infecção poderão ser incorporadas com o tempo mas, inicialmente, é recomendável exercitar os procedimentos em locais abertos, com poucas pessoas envolvidas e por curtos períodos de tempo.

PREPARAÇÃO PARA CAMPO
1. Avaliar real necessidade de ida a campo, caso a caso
– Fazer, antecipadamente, o máximo de trabalho à distância para ganhar tempo e evitar exposição desnecessária de todos os envolvidos.
– Identificar a possibilidade de colher informações à distância, por meio de pessoas que vivem no local.
– Planejar o percurso e a atividade de forma a incluir, na equipe de campo, apenas as pessoas que terão papéis claros a desempenhar em cada situação.
– Realizar, sempre que possível, atividades de até meio período, evitando ao máximo as situações em que seja necessário fazer refeições.
– Evitar ruptura das condições de distanciamento entre os integrantes da equipe.
– Manter contato prévio com as pessoas envolvidas na atividade para acordar o protocolo a ser adotado em campo, incluindo acordo quanto ao uso de máscaras, manutenção de distanciamento, uso individualizado de ferramentas e compromisso mútuo de informação em caso de sinais, sintomas e/ou diagnóstico positivo para COVID.

2. Incluir na mochila
– Pelo menos 2 máscaras para uso pessoal, além de algumas máscaras para oferecer a pessoas com as quais seja necessário estabelecer contato e que não estejam devidamente paramentadas. Podem ser do tipo N95-PFF2 (sem válvula) , máscaras cirúrgicas de 3 camadas ou máscaras de tecido com no mínimo 3 camadas: interna de algodão, intermediária com filtro (papel) e externa de poliéster ou equivalente (tecido mais impermeável)
– Todos os alimentos que precisará consumir ao longo do período: garrafa e caneca de água, café, lanche, guardanapos, talheres.
– Álcool 70%, em frasco de fácil acesso.
– Papel higiênico, sacos plásticos para máscaras usadas e para lixo.
– Ferramentas e demais materiais necessários para o trabalho para uso individual, para que não precisem ser compartilhados.

3. Avaliar as condições de saúde pessoal e familiar
– Evitar ao máximo as atividades em campo caso tenha condições de saúde potencialmente associadas ao agravamento da COVID-19 – idade acima de 60 anos, diabetes, hipertensão, doenças respiratórias e cardíacas.
– Avaliar, na véspera da ida a campo, presença de sinais e sintomas de COVID, cancelando a participação caso tenha febre, tosse, coriza, dor de garganta ou dificuldade para respirar.
– Cancelar participação em atividade de campo em caso de contato com uma pessoa com diagnóstico positivo para COVID.

4. Deslocamento para o campo
– Evitar ao máximo o uso de transporte coletivo. Caso seja indispensável, manter distanciamento e usar máscara, fazendo higienização constante das mãos.
– Caso seja necessário fazer o deslocamento para campo com mais de um passageiro no mesmo veículo (regular, destinado para 4-5 passageiros), transportar no máximo uma pessoa além do motorista, sendo o passageiro instalado no banco traseiro em posição diagonal em relação ao motorista, mantendo-se o uso de máscaras e as janelas abertas. Não usar ar-condicionado.

EM CAMPO
– Usar a máscara durante todo o tempo de percurso e permanência em campo, exceto em situações de atividade em campo aberto e com distanciamento superior a 2,5 metros.
– Evitar tocar os olhos, a boca e o nariz.
– Manter distanciamento mínimo de 1,5 m de todas as pessoas durante todo o período de realização das atividades em campo, além do uso de máscaras.
– Não compartilhar ferramentas e outros materiais, higienizando as mãos com álcool gel caso seja indispensável tocar objetos compartilhados.
– Trocar a máscara com humidade pois nesse caso ela perde a função (após tempo prolongado de uso ou após espirrar, por exemplo). Caso precise retirar a máscara ou trocá-la, busque um local aberto e no qual possa manter distanciamento das demais pessoas. Antes da troca higienizar as mãos, mexer somente nos elásticos ou fitas de amarrar (nunca na frente da máscara). Colocar a máscara usada em saco plástico para levar para descarte ou lavagem.
– Evitar qualquer tipo de degustação ou consumo de alimentos no local de trabalho conjunto.
– Oferecer máscara a pessoas desprotegidas, com as quais precisar entrar em contato em campo.
– Evitar qualquer tipo de aglomeração.
– Evitar ao máximo entrar em locais fechados (inclusive domicílios). Caso seja indispensável, permanecer pelo menor tempo possível.
– Higienizar as mãos com álcool 70% frequentemente.

DEPOIS DO TRABALHO EM CAMPO
– Retirar a máscara após higienizar as mãos, tocando apenas nos elásticos ou tiras de amarrar.
– Deixar os sapatos usados em campo no lado de fora da casa ou em lugar reservado para esse fim.
– Esvaziar a mochila em local reservado, dispensar o lixo e limpar (água e sabão ou álcool 70%) todos os objetos e ferramentas a serem guardados.
– Tirar a roupa usada em campo e colocar para lavagem normal, com água e sabão.
– Tomar banho e, somente depois dessa higienização entrar em contato próximo com outras pessoas de convívio domiciliar.
– Em caso de exposição ao contágio em uma atividade de campo, manter isolamento de pelo menos 5 dias (tempo mais comum de manifestação da doença) em relação às pessoas de convívio cotidiano, especialmente aquelas mais sujeitas a complicações da COVID como idosos.
– Caso tenha diagnóstico positivo para COVID na semana seguinte à atividade, avisar imediatamente as pessoas com as quais teve contato em campo.