Projetos em Andamento

 

Recuperação do Corredor Sudeste da Mata Atlântica

A SerrAcima é parceira na execução do componente “disseminação” do Projeto “Recuperação e proteção dos serviços ecossistêmicos relacionados ao clima e à biodiversidade no corredor sudeste da Mata Atlântica”, aprovado em 2019 pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo – FAPESP. 

Em Cunha, nossa meta é gerar oportunidades para o plantio das mudas nativas produzidas no âmbito do projeto, implantando Sistemas Agroflorestais (SAFs) modelares em 22 propriedades rurais com diversos perfis. Uma frente de trabalho prioritária envolve 12 famílias de agricultores familiares agroecológicos motivados para avançar na transição agroecológica de suas propriedades com o plantio de frutíferas, principalmente nativas da Mata Atlântica. Estamos empenhados na busca de recursos que permitam dedicar atenção especial a esse púbico prioritário. A iniciativa é coordenada pela FAPESP e integra o Projeto Conexão Mata Atlântica. 

 

Projeto Conexão Mata Atlântica

A Serra Acima é parceira no PROJETO CONEXÃO MATA ATLÂNTICA, participando do Grupo de Governança do Subprojeto “COMUNIDADES NA MATA”. Este Subprojeto, executado pela Associação Brasileira de Agricultura Biodinâmica – ABD em parceria com a OSCIP Akarui, visa promover a interlocução de todas as ações em desenvolvimento nos municípios de São Luiz do Paraitinga e Natividade da Serra.

Além de participar dos encontros de governança, a SerrAcima já realizou duas oficinas com foco na cadeia de valor do pinhão e participou da Feira Agroecológica realizada em junho do ano 2019 em São Luís do Paraitinga, momentos em que foi possível propiciar o encontro de agricultoras e agricultores de Cunha, São Luís e Natividade.

 

Sabores e Saberes do Pinhão

Essa atividade compõe a nossa agenda de Projetos Locais Sustentáveis

Com ela, visamos a publicação da segunda edição do livro Saberes e Sabores do Pinhão – Histórias e receitas colhidas e aprovadas por mulheres de Cunha/ SP, com lançamento agendado para a abertura da Festa do Pinhão, que será realizada no dia 19 de abril na sede do Parque Estadual da Serra do Mar – núcleo Cunha. 

Com esse projeto, estamos resgatando uma experiência de sucesso e boa lembrança que completou 10 anos.  A primeira edição, de 2009, está esgotada! É possível consultá-la on-line, em publicações. A segunda edição vai trazer muitas novidades: no projeto gráfico, nas vivências das catadoras de pinhão (10 anos depois!), novas receitas deliciosas, testadas e aprovadas.  

O projeto é implementado pela SerrAcima e, principalmente, com o trabalho voluntário das mulheres do grupo e parceiras no trabalho de edição e arte. O recurso gerado com a venda dos exemplares impressos será revertido para o grupo e para semear novos pequenos projetos locais sustentáveis realizados pela instituição. 

 

Equilibrart – Mulheres do Campo 

Mais um projeto local que nasceu com apoio da Inter-American Foundation, entre os anos de 2017 e 2019 (Agroecologia-Vida na roça, alimento saudável na cidade).  Tudo começou com a orientação da Debora Tieko – especialista em saboaria natural, a um grupo de agricultoras do bairro do Paiol que se motivaram para aprender a confeccionar e comercializar produtos ecológicos de limpeza e higiene pessoal. A marca “Equilibrart” foi criada por elas e o principal ponto de venda é a Feira Agroecológica. O mais importante é que o grupo persistiu e, com o tempo, vai construindo sua autonomia.    

 

Fortalecimento da comercialização e ampliação de mercado da Associação de Produtores Agroecológicos de Cunha

Com o suporte da Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE), esse projeto de dupla participação, realizado em parceria com a SerrAcima, é resultado da mobilização dos integrantes da Associação dos Produtores Agroecológicos de Cunha – Amigos da Terra  (APAC) para arrecadar recursos que pudessem receber contrapartida do CESE. Ele fortalece a APAC, permite a renovação das barracas da feira agroecológica e a criação de ferramentas mais efetivas para a comercialização on-line de produtos agroecológicos.    

 

Conservação de Semente Crioulas – Milho Cunha e Feijão Mãezinha

A partir da realização da IX Feira de Trocas de Sementes Crioulas e Mudas de Cunha, teve início a produção massal de sementes crioulas de milho e feijão para a seleção das melhores plantas do roçado, conservação e armazenamento. Essa iniciativa é desenvolvida com o respaldo técnico da Associação Biodinâmica e almeja dar início à constituição de um banco de sementes que permita preservar e, principalmente, reproduzir sementes adaptadas e livres de transgenia para uso das presentes e futuras gerações.  

 

Dia de Campo

O objetivo desse projeto contínuo é gerar oportunidades para a aprendizagem compartilhada do manejo agroecológico de propriedades rurais. Os encontros são agendados sempre que é formado um grupo de até 10 proprietárias e proprietários rurais interessadas/os em oferecer sua propriedade para um estudo de caso teórico-prático. Já foram realizados encontros com os seguintes temas: compostagem, controle ecológico de braquiária, poda de árvores no pomar e na mata.